sexta-feira , 22 junho 2018

Home » Alphaville » Bruna Furlan no combate à Violência contra a Mulher

Bruna Furlan no combate à Violência contra a Mulher

julho 15, 2013 7:27 pm by: Category: Alphaville, Barueri, Brasil A+ / A-

Bruna CPI Mulheres

Foto: Arquivo da deputada Bruna Furlan

Legenda: A deputada Bruna Furlan(PSDB), ao lado da senadora e relatora da CPMI da Violência Contra as Mulheres, Ana Rita

Bruna Furlan, deputada federal moradora de Barueri, durante meses trabalhou na CPMI da Violência contra as Mulheres. Na semana passada, ela e todos os membros da comissão, ao lado da senadora e relatora Ana Rita, na foto, entregaram o relatório final para o Presidente do Senado, Renan Calheiros.

“Os dados são alarmantes”, declarou Bruna Furlan pois, segundo o Instituto Sangari, nos últimos 30 anos foram assassinadas no país perto de 91 mil mulheres, sendo que 43 mil, só na última década. Dentre os 84 paises do mundo, o Brasil ocupa a sétima posição, com uma taxa de 4,4 homicídios, em cada 100 mil mulheres, atrás apenas de El Salvador, Trinidad, Tobago, Guatemala, Rússia e Colômbia. Estados do Espírito Santo e Alagoas, alternaram-se nos 2 primeiros lugares.

Segundo a deputada, surpreende a posição do Estado do Paraná, agora em terceiro lugar e o deslocamento de Per-nambuco, para a décima posição. “Isso demonstra a inexistência ou a ineficácia das políticas públicas de enfrentamento a violência contra as mulheres, especialmente nos estados que concentram as taxas mais elevadas”, complementa a deputada.

Este estudo detalhado da violência contra a mulher no Brasil, que é um ‘mapa da violência contra a mulher’, mostra exatamente os Estados de maior vulnerabilidade. Com este estudo detalhado da comissão, segundo Bruna Furlan, os parlamentares poderão formular e propor políticas públicas de enfrentamento ao problema. “A partir desse estudo, os governantes e as Assembleias, Câmaras Municipais também poderão trabalhar no combate a este mal que assola o País”, concluiu Bruna, a quinta deputada federal mais votada do Estado de São Paulo.

Leave a Comment