domingo , 23 setembro 2018

Home » Barueri » Mais tecnológica, Barueri está em sintonia com objetivos sustentáveis da ONU

Mais tecnológica, Barueri está em sintonia com objetivos sustentáveis da ONU

abril 1, 2018 10:20 pm by: Category: Barueri, Brasil, Grande São Paulo - Região Oeste - Alphaville, São Paulo A+ / A-

alliz.barueri

Foto: Aliz Lambiazzi / Secom Prefeitura de Barueri

Ultimamente, a expressão Smart Cities (Cidades Inteligentes) tem sido bastante utilizada. Mais do que uma teoria acadêmica, o conceito se faz presente em diversas cidades do mundo antenadas a questões como a sustentabilidade através da tecnologia. Barueri, que investe cada vez mais no setor, está entre elas. O município que se enquadra nesse conceito passa a agir diretamente em prol dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU (Organização das Nações Unidas), definidas através da Agenda 2030.

São diversos os projetos desenvolvidos pelo município que visam utilizar a tecnologia para melhorar a qualidade de vida de sua população, fomentar uma economia mais criativa e praticar uma gestão mais eficiente em suas operações urbanas. Através da CIT (Coordenadoria de Inovação e Tecnologia), ligada à Secretaria de Finanças, projetos como a emissão eletrônica de holerites e de retirada de cestas básicas já estão implantados e em pleno funcionamento desde julho de 2017, gerando economia aos cofres públicos, trazendo mais facilidade às rotinas e dando o exemplo de dentro para fora.

Neste caso, a iniciativa atende aos objetivos 11 e 12 da ONU, que se referem, respectivamente, a “tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis” e “assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis”.

Tendência global

Com acesso a uma plataforma totalmente informatizada criada e mantida pela CIT, os mais de 12 mil servidores públicos de Barueri têm acesso livre, 24 horas por dia, ao seu holerite e demais serviços exclusivos a eles. O demonstrativo de pagamento também pode ser enviado ao e-mail de cada um, se solicitado. Além disso, a comodidade se estendeu à retirada das cestas básicas, que não mais se restringe à apresentação do canhoto em papel, mas sim por meio do código de barras do crachá ou pelo número do CPF.

“Anteriormente, se o funcionário perdesse seu holerite, teria de ir pessoalmente à Secretaria de Administração da Prefeitura para solicitar uma autorização para a retirada da cesta básica, pois todo o controle de entrega da cesta era feito via recolhimento de canhoto assinado e que era destacado do holerite impresso. Além disso, havia várias folhas que tinham de ser assinadas. Atualmente, o processo foi drasticamente simplificado: não tem mais folhas e assinaturas e todos os dados são colhidos automaticamente. Basta passar o código de barras do crachá ou informar o CPF e o processo está feito”, detalha o coordenador da CIT, Jonatas Randal.

Só com a redução no uso de papel e tonner a Prefeitura economiza, por ano, mais de R$ 25 mil. Os números vão mais além se consideradas as despesas com logística e distribuição do documento, entre outros fatores. Mas o que o município mais comemora são os resultados ambientais que o investimento trouxe: reduções na emissão de gás carbônico, nos gastos com eletricidade e água e no desmatamento de árvores, contribuindo de fato com a sustentabilidade do planeta. Fora isso, a iniciativa também garante maior segurança das informações internas e da organização do ambiente de trabalho.

Segundo Jonatas, em relação ao holerite digital, houve a eliminação da burocracia e a otimização de vários processos que tornavam sua emissão mais demorada e onerosa para o município. “Através desse sistema, não somente os funcionários da Prefeitura foram beneficiados, mas também toda a população com a economia para os cofres públicos. Além disso, em âmbito global, essa ação contribui para questões ligadas ao meio ambiente e, desta forma, segue as orientações de tornar Barueri cada vez mais uma cidade inteligente. Foram mais de 156 mil holerites que deixaram de ser emitidos por ano”, afirma.

Vem mais por aí

A informatização do RH é apenas um dos projetos desenvolvidos na cidade pela CIT. Barueri está alinhada com as propostas para um desenvolvimento sustentável e seu Plano Diretor de Tecnologia conta com diversos outros projetos.

Dentre eles figuram o “Barueri sem Papel”, que visa tornar eletrônica toda a tramitação de processos, ofícios e documentos; o “Projeto Digitalização”, com o objetivo de criar um acervo digital para consulta de documentos e processos da Secretaria de Administração por meio da digitalização e microfilmagem de todo esse material; a “Zona Azul Digital”, que vai gerenciar as vagas de estacionamento rotativo por meio de cartões digitais; e o “Coletor de Lixo Eletrônico”, que irá disponibilizar pontos de coleta de lixo eletrônico para que o descarte seja feito de forma correta e o material coletado seja reaproveitado.

Leave a Comment