sábado , 26 maio 2018

Home » Brasil » Instituto CCR, CCR ViaOeste, CCR RodoAnel apoiam ações contra exploração sexual de crianças e adolescentes

Instituto CCR, CCR ViaOeste, CCR RodoAnel apoiam ações contra exploração sexual de crianças e adolescentes

maio 16, 2018 5:48 pm by: Category: Brasil, Grande São Paulo - Região Oeste - Alphaville, São Paulo A+ / A-

disque100

Em apoio ao programa ‘Na mão certa’, iniciativa da Childhood Brasil, as concessionárias realizarão abordagens educativas com caminhoneiros, além de distribuir mensagens de conscientização nas praças de pedágio e pelos painéis eletrônicos.

Na próxima sexta-feira, 18 de maio – Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, a CCR ViaOeste e CCR RodoAnel, direcionadas pelo Instituto CCR, reforçam as ações educativas em apoio ao programa ‘Na mão certa’, da Childhood Brasil. O foco desse programa é colaborar com soluções efetivas para prevenir e enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras. Todas as ações são apoiadas pela ARTESP – Agência Reguladora de Transportes de São Paulo.

Durante toda a sexta, os caminhoneiros que pararem na base fixa do Estrada para a Saúde, localizada no km 57 da Rod. Castello Branco (SP 280), sentido Capital, serão abordados e direcionados em conversa educativa sobre o tema. Além disso, as concessionárias distribuirão 30 mil folhetos nas praças de pedágio do Sistema Castello-Raposo e Trecho Oeste do Anel que explicam o que são a violência, o abuso e a exploração sexual e orientam sobre prevenção e como denunciar. As empresas também veicularão mensagens em PMVs (painéis de mensagens variáveis) e banners em seus sites divulgando o Disque 100, o Disque-Denúncia da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Francisco Bulhões, Diretor de Comunicação e Sustentabilidade do Grupo CCR e presidente do Instituto CCR, destaca que “o Grupo CCR aderiu há mais de dez anos ao Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias, do Programa Na Mão Certa. Por meio do Instituto CCR, buscamos conscientizar os usuários dos serviços prestados pelas concessionárias e os internautas que acessam nossas páginas e redes sociais sobre a importância desse tema. Nosso objetivo é engajá-los na nossa luta pela proteção das crianças e dos adolescentes, destacando a prevenção e também a fiscalização, já que existem canais para denúncias, como o Disque 100”.

Programa Na Mão Certa

Lançado em 2006, o Programa Na Mão Certa congrega as empresas por meio de adesão ao Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras. O objetivo é enfrentar essa grave violação de direitos humanos. O Grupo CCR  aderiu ao pacto há dez anos, propondo ações com a finalidade de proteger crianças e adolescentes da exploração sexual nas estradas. “Esta campanha é uma constante para o Instituto CCR. É nosso dever atuar como intermediários na batalha contra a exploração sexual infantil. Os usuários dos serviços prestados pelas empresas do Grupo e os internautas que acessam as páginas do Grupo CCR e do Instituto são nosso canal de acesso para um engajamento ainda maior em nossa luta pela proteção da criança e do adolescente. O objetivo é transformar cada um de nós em um agente fiscalizador. E quem vir qualquer atitude suspeita, deve informar pelo disque 100!”, ressalta a gestora do Instituto CCR, Marina Mattaraia.

Números da violência

O Disque 100 é o principal canal de comunicação da ouvidoria do Ministério dos Direitos Humanos. Em 2016, registrou 133 mil denúncias de violações de direitos humanos em geral e, desse total, 76 mil se referiam a violações diversas a crianças e adolescentes – dentro desse número, a violação sexual foi citada em 15 mil registros. As denúncias são encaminhadas a órgãos como Ministério Público, Conselho Tutelar, delegacias de Polícia e de Proteção à criança e ao adolescente, ouvidorias e outros serviços.

Mais sobre a Childhoood Brasil

Certificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), a Childhood Brasil trabalha para influenciar a agenda de proteção da infância e adolescência no País, em parceria com empresas, com a sociedade civil ou com o governo. A organização tem o papel de garantir que os assuntos relacionados ao abuso e a exploração sexual sejam pauta de políticas públicas e privadas oferecendo informação, soluções e estratégias para os diferentes setores da sociedade.

Criada em 1999 pela Rainha Silvia da Suécia com o objetivo de proteger a infância e “garantir que as crianças sejam crianças”, a Childhood Brasil é uma organização brasileira que faz parte da World Childhood Foundation (Childhood), instituição internacional que conta com mais três escritórios: Estados Unidos, Alemanha e Suécia.

Saiba como denunciar

É possível denunciar qualquer suspeita de abuso ou exploração sexual infantil discando 100, o Disque Direitos Humanos, que funciona 24 horas diariamente, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel, bastando discar 100. As denúncias podem ser anônimas, e o sigilo das informações é garantido, quando solicitado pelo demandante. Em casos de emergência, pode-se ligar para a Polícia Militar pelo telefone 190 ou para a Polícia Rodoviária Federal pelo telefone 191.

Sobre o Instituto CCR: o Instituto CCR, uma entidade privada sem fins lucrativos, nasceu em 2014 com o objetivo de estruturar a gestão de projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos apoiados há mais de dez anos pelo Grupo CCR. Por meio do Instituto CCR são viabilizados projetos, com recursos próprios da companhia e oriundos de leis de incentivo, com foco prioritário em quatro áreas: Saúde e Qualidade de Vida; Educação e Cidadania; Cultura e Esporte; Meio Ambiente e Segurança Viária. Comprometido com o desenvolvimento sustentável, socioeconômico e cultural nas regiões onde atua, o Grupo CCR se orgulha de ter levado mais de 500 projetos para 130 cidades que, desde 2003, já beneficiaram cerca de 8 milhões de pessoas com investimentos de R$ 261 milhões em projetos estruturados.

www.viaoeste.com.br /  www.rodoaneloeste.com.br

Sobre a CCR ViaOeste: A CCR ViaOeste é responsável pela administração do Sistema Castello-Raposo e gerencia 168,62 quilômetros de rodovias, compreendendo as Rodovias Castello Branco (SP-280), de Osasco a Itu; Raposo Tavares (SP-270), de Cotia a Araçoiaba da Serra; Senador José Ermírio de Moraes (SP-075), de Sorocaba a Itu e Dr. Celso Charuri (SP-091/270), em Sorocaba. Foi a sexta concessionária a integrar o Grupo CCR.

Sobre a CCR RodoAnel: A concessionária é responsável pela administração dos 32 quilômetros do trecho oeste do Rodoanel Mário Covas, importante via que integra as Rodovias Raposo Tavares, Castello Branco, Anhangüera, Bandeirantes e Régis Bittencourt. A RodoAnel é a sétima concessionária a integrar o Grupo CCR.

Sobre o Grupo CCR: Fundado em 1999, o Grupo CCR é uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina. Dividida em quatro núcleos de negócio, CCR Rodovias SP, CCR Rodovias BR, CCR Mobilidade e CCR Aeroportos, a empresa detém concessões nos principais modais em operação no País. Pioneira no segmento de concessões de rodovias no Brasil, a companhia é hoje uma das cinco maiores do mundo e atua com dez concessionárias de rodovias pelo país, CCR NovaDutra, CCR ViaLagos, CCR RodoNorte, CCR AutoBAn, CCR ViaOeste, CCR RodoAnel, CCR SPVias, Renovias, ViaRio e CCR MSVia, totalizando 3.265 quilômetros concedidos em São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Paraná. No seu portfólio constam as rodovias consideradas melhores e mais seguras por anos consecutivos nos rankings especializados, tendo conquistado importantes índices de redução de acidentes fatais. Em transporte de passageiros, com a conquista, no início de 2018, da concessão das Linha 5 – Lilás do metrô de São Paulo e do monotrilho da linha 17 – Ouro, o grupo consolida sua atuação no segmento, gerindo importantes empresas responsáveis por mais fluidez, segurança e conforto em grandes vias urbanas. São elas: ViaQuatro, VLTCarioca, CCR Barcas e CCR Metrô Bahia, com negócios nas capitais paulista, fluminense e baiana, respectivamente. Já em concessões aeroportuárias, o Grupo CCR tem atuação internacional, com participação nos aeroportos de Quito (Equador), San José (Costa Rica) e Curaçao. No Brasil, possui a concessionária BH Airport, responsável pela gestão do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Em 2015, adquiriu a TAS (Total Airport Services), empresa norte-americana prestadora de serviços aeroportuários. Além do compromisso com a elaboração de projetos de infraestrutura para o País, a CCR também está atenta ao desenvolvimento sustentável das comunidades em que atua e aos seus 13 mil colaboradores. Nesse sentido, a empresa se tornou, em 2011, signatária do Pacto Global da ONU e, consequentemente, assumiu os compromissos nele firmados. A empresa também segue, pelo sétimo ano consecutivo, na carteira do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) da B3 e possui o Instituto CCR por meio do qual promove projetos sociais, culturais, ambientais e esportivos nas regiões onde atua levando desenvolvimento social para milhares de pessoas. Com mais de 20 anos de trajetória, possui o reconhecimento dos mercados nacional e internacional em função de sua trajetória de sucesso e da adoção constante das mais rígidas regras de governança corporativa que pautam sua atuação e estão reunidas no Programa de Integridade e Conformidade da companhia.

Leave a Comment