quarta-feira , 20 junho 2018

Home » Brasil » Miss Pirapora do Bom Jesus, Gabrielle Granato, faz fotos na cidade, na data de hoje

Miss Pirapora do Bom Jesus, Gabrielle Granato, faz fotos na cidade, na data de hoje

abril 24, 2014 5:14 pm by: Category: Brasil, Pirapora do Bom Jesus, São Paulo A+ / A-

gab12

Texto e Fotos: Gláucia Poppe/ Newsville e Wikipédia

Gabrielle Granato, 20 anos, modelo, com 1,73 de altura, foi a vencedora do Concurso Misses da Grande São Paulo l Região Oeste, no dia 5 de abril p.p. , onde 10 lindas candidatas representaram cada, uma cidade desta região, evento este, realizado pela editora deste periódico , a Newsville sediada há 21 anos em Alphaville/Santana de Parnaíba, cidade vizinha à Pirapora do Bom Jesus, e que foi a sede do concurso, organizado por Gláucia Poppe, diretora e proprietária desta empresa, que também é licenciada pela Rádio e Televisão Bandeirantes, para a realização de concursos regionais, neste em que Gabrielle, Miss Pirapora do Bom Jesus, foi a vencedora.coracao_alegria

Ela disputará, depois de amanhã, na Seletiva do Concurso Miss São Paulo 2014, uma das 30 vagas para concorrer ao título estadual, em 9 de agosto deste ano. Também participarão da disputa, as cidades de Barueri, com Daiane Batista, de Itapevi, com Marieli Sbardelotto e, Santana de Parnaíba, com Thais Belmonte.
Durante toda a tarde de hoje, para poder divulgar Pirapora do Bom Jesus, em todo o segmento de Miss, Gabrielle Granato fez questão de mostrar a beleza de Pirapora do Bom Jesus, com sua coordenadora Gláucia Poppe, quem tirou as suas fotos, e escolheu como local, a edificação que já foi antes um seminário e que faz parte da Igreja do Bom Jesus (foto de vista aérea) , e que hoje, é uma instituição que faz tratamento de dependentes químicos, sendo muito carinhosamente recepcionada pelo monitor da instituição, Kaito, que a acompanhou por toda a edificação, onde foram feitas lindas fotos.

 

800px-Cidade_de_Pirapora_do_Bom_Jesus_1

As fotos foram tiradas de dentro desta, que é a maior edificação da cidade.

gab17

Gab5

gab6

gab14

Gabi8

gabi9

gab11

Gab10

Gab7
gab15

gab18kaitoGabrielle, na foto acima, com o monitor da visita, Kaito.

Conheça melhor esta cidade turística

280px-Pirapora_do_Bom_Jesus
Pirapora do Bom Jesus é um município da Região Metropolitana de São Paulo, no estado de São Paulo, no Brasil.
Seu nome tem origem tupi e significa “pulo do peixe”, através da junção dos termos pirá (“peixe”) e pora (“pulo”)7 . O nome é uma referência ao fato de, no período da desova dos peixes, eles saltarem sobre a água para vencer as corredeiras do rio e, desse modo, poderem alcançar a cabeceira dos rios, que são locais mais propícios à desova.

125px-Piraporadobomjesus_bandeiraHistória

Em 1725, a imagem de madeira do Senhor Bom Jesus, santo padroeiro da cidade, foi encontrada numa corredeira, apoiada numa pedra do Rio Tietê.
Tornou-se município em 1959, quando se emancipou de Santana de Parnaíba.
A população estimada em 2009 era de 15 706 habitantes e a área é de 108 km², o que resulta numa densidade demográfica de 127,43 habitantes por quilômetro quadrado. Dados do Censo – 2000 l População total: 12 395 l Urbana: 12 388 l Rural: 7 l Homens: 6 210 l Mulheres: 6 185 l Densidade demográfica (habitantes/km²): 111,77 l Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 19,88 l Expectativa de vida (anos): 69,21 l Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,91 l Taxa de alfabetização: 89,65% l Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.
Geografia
Seus limites são Cabreúva e Jundiaí a norte, Cajamar a leste, Santana de Parnaíba a sul e Araçariguama a oeste.
Pirapora do Bom Jesus situa-se a uma altitude média de setecentos metros. O clima da cidade, como em toda a Região Metropolitana de São Paulo, é o subtropical. Verão pouco quente e chuvoso. Inverno ameno e subseco. A média de temperatura anual gira em torno dos 18Cº, sendo o mês mais frio Julho (Média de 14°C) e o mais quente Fevereiro (Média de 22°C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1400 mm. A cidade fica num vale encravada entre grandes montanhas da serra do Ivoturuna, a beira do Rio Tietê, bastante poluído neste trecho. Fica a 53 km da cidade de São Paulo, próxima à Rodovia Castello Branco.
No início do povoamento, o rio serviu como via de transporte, comunicação, energia, subsistência, irrigação e lazer.
A Serra do Ivoturuna, que cerca a cidade, é tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico. Seu nome é de origem tupi e significa “Montanha Negra”, através da junção dos termos ybytyra (“montanha”) e un (“negro”)8 . O nome é uma referência à cobertura de vegetação de tonalidade escura, que, em determinadas épocas do ano, chega a escurecer a paisagem do entorno da cidade. Possui nascentes de água e cachoeiras, inclusive vertentes que abastecem o município.
O Rio Tietê corta o Centro velho da cidade e por vezes, pode-se observar tapetes de espuma sobre suas águas. Este fato ocorre devido à proximidade da cidade com a Barragem de Pirapora do Bom Jesus, que tem por finalidade acumular água, para atender à Usina Hidroelétrica de Rasgão, que se situa pouco mais abaixo.

800px-Barragem_de_Pirapora_do_Bom_Jesus
As águas poluídas do Tietê, quando passam pelos seus vertedouros ou pela sua tubulação interna de descarga, acabam por produzir muita espuma, proveniente da contaminação da água por dejetos domésticos, notadamente detergente.

Turismo
É uma cidade turística, famosa pelas romarias que recebe, onde ciclistas, pedestres, charreteiros, cavaleiros e veículos motorizados chegam para reverenciar a imagem de Bom Jesus.
Na cidade, o visitante encontra o primeiro Santuário Cristocêntrico do Brasil, cuja origem teve início em 1725, quando foi descoberta, em uma corredeira, a imagem do Bom Jesus. A capela inicialmente construída no local deu lugar a outra feita de madeira. Em 1845 iniciou-se a construção da atual igreja (concluída em 1887), que abriga famosa escultura de Cristo, com cabelos naturais. A escultura está localizada no altar-mor, protegida por uma redoma de vidro a prova de balas e é acessada pela lateral da igreja.


800px-Romeiros_rumo_a_Pirapora
Até hoje, a cidade continua recebendo um número bastante significativo de romeiros tanto em datas religiosas quanto em fins de semanas normais. A Secretaria da Cultura e Turismo da cidade estima que cerca de 600 000 pessoas vão anualmente a Pirapora, perdendo em número de romeiros apenas para Aparecida (popularmente conhecida como Aparecida do Norte).

Leave a Comment