sexta-feira , 22 março 2019

Home » Mundo » Retrospectiva 2018 – Prefeitura de Barueri – Saúde

Retrospectiva 2018 – Prefeitura de Barueri – Saúde

dezembro 29, 2018 12:43 pm by: Category: Mundo A+ / A-

vacinação.barueri.FA

Foto: Secom PMB

A saúde começou o ano com muitos avanços em Barueri. Logo em fevereiro, apenas 5 meses após sua inauguração, o Pronto-Socorro do Parque Imperial dobrou a meta de atendimentos em odontologia. No mesmo mês, a Policlínica Cruz Preta / Engenho Novo, recebeu oito novos kits de Holter e Mapa (Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial) para fornecer resultados com mais rapidez, no mês seguinte a unidade recebeu novo tomógrafo. A Secretaria de Saúde iniciou, também em fevereiro, mutirão para marcação de consultas e exames aos finais de semana.

Em face ao surto nacional de febre amarela, Barueri adotou esquema especial de vacinação e, até março, imunizou mais de 210 mil pessoas. Na vacina contra sarampo e pólio, em agosto, a cidade atingiu a meta do Ministério da Saúde e nem precisou realizar novo Dia D.

As campanhas de conscientização coloriram o calendário com o Junho Vermelho (doação de sangue), Setembro Amarelo (prevenção ao suicídio), Outubro Rosa (câncer de mama) e Novembro Azul (diabetes e saúde do homem). Em março, a cidade ganhou prêmio estadual pelo programa de prevenção e cura da tuberculose. Barueri também foi referência na realização dos testes rápidos de HIV e sífilis. O Festival + Saúde Barueri, em dezembro, encerrou o ano com saúde preventiva.

Outra característica marcante no ano foi a humanização no atendimento. Parte deste trabalho pode ser observada em grupos de apoio nas UBSs, como o Memória Viva (Jardim Santa Cecília), grupo de idosos (Parque Viana) e grupo antitabagismo (Parque Imperial).

O Hospital Municipal de Barueri (HMB) voltou a funcionar com sua capacidade total e, nos primeiros nove meses do ano, registrou a marca de 10 mil cirurgias e 90 mil consultas realizadas. Outros capítulos importantes da história da unidade foram escritos neste ano, como cirurgias cardíacas, 50 novas camas modernas, tratamento com toxina botulínica na recuperação muscular, fornecimento de medicamentos de quimioterapia e receptação de órgãos para doação.

A estrutura da rede foi ampliada com a inauguração de mais uma UBS (Jardim Tupan, em agosto) e novos leitos e consultórios no PS Central. E ainda tem mais equipamentos em construção, como as UBSs (Vale do Sol, Engenho Novo e Maria Helena), Centro de Diagnóstico, Centro de Especialidades, Centro de Hemodiálise, PS no Mutinga e mini-hospital no Paulista.

Leave a Comment